10.11.11

Trabalho com o publico em geral e além da aptidão profissional reparo que a imagem é importante para captar a atenção das pessoas. De alguns anos para cá tenho as maçãs do rosto vermelhas notando-se que a face não tem um tom homogeneo. Como é algo desconfortável procurei um dermatologista que me informou que se tratava de Rosácea e que não havia nada a fazer a não ser o tratamento por lesar que é bastante dispendioso e para o qual eu não tenho grandes hipoteses financeiras. De qualquer forma eu não gostei muito da consulta, não pelo facto da médica me ter dito que era rosácea, mas porque além de ter ficado com a sensação de ter sido despachado ela me ter dito que não podia fazer nada a não ser usar um creme hidratante assim como ao tomar banho não utilisar qualquer gel ou sabonete apenas água. Sinceramente não fiquei muito confiante na médica.

 

O que descreve, quer em termos clínicos quer em termos sintomáticos corresponde, de facto a um quadro de rosácea de componenente predominantemente vascular (couperose) que tende a agravar com o passar do tempo e a poder evoluir para uma fase inflamatória.
De facto, e como a minha colega lhe terá explicado, existem 2 alternativas ao tratamento da couperose: ou se disfarça a vermelhidão com cremes (camuflagem) ou se tratam os vasos por fotocoagulação selectiva através de laser pulsado de contraste (PDL), como poderá consultar neste blog nesse mesmo tema, já anteriormente abordado.
Os valores do tratamento com laser são variáveis conforme a extensão da área a tratar e pode variar dos € 250 a € 600/ sessão e, nalguns casos. estão a coberto pelos seguros de saúde.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 10:33  ver comentários (6) comentar

17.10.11

Há alguns anos têm vindo a aparecer-me no corpo uns sinais vermelhos que vão crescedo lentamente. Tenho agora 44 anos e acho isto muito inestético sobretudo quando tenho que estar de tronco nú, como na praia. Imagino que não deve ser perigoso mas tem tratamento?

 

Os ditos "sinais" vermelhos a que se refere deve tratar-se de angiomas-rubi que são, de facto, lesões benignas que algumas pessoas têm tendência a desenvolver com o passar dos anos e que são constituídas por uma proliferação de vasos sanguíneos muito superficiais (conhecidos também por sinais de sangue). Para além do aspecto estético podem sangrar abundantemente se submetidos a algum tipo de traumatismo.

Existe um tipo de laser chamado laser pulsado de contraste (PDL) que trata electivamente essas lesões sem deixar qualquer cicatriz residual.

Este laser trata igualmente um vasto número de outras patologias cutâneas com componente vascular como a rosácea (couperose), as aranhas vasculares, os angiomas cutâneos, estrias recentes, verrugas vulgares resistentes a outros tipos de tratamento, pequenas varicosidades superficiais, etc.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 19:06  ver comentários (4) comentar

20.5.09
Desde sempre que tenho uma vermelhidão à volta do nariz (como se andasse sempre constipada), e que ultimamente alastrou às maçãs do rosto. Nos ultimos tempos também, e sem que haja alguma causa aparente, a minha pele tornou-se muito oleosa.

 

 

Antes de tudo, gostaria de esclarecer que os profissionais de saúde habilitados para fazer uma avaliação correcta de uma patologia cutânea e saber qual a terapêutica mais indicada para determinada fase de uma dermatose são os dermatologistas e todos os comentários avulso que possam surgir por parte de outras pessoas, devem ser tomados com todas as reservas.

 

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 18:22  comentar

13.5.09

Tenho 24 anos e há 5 que me foi diagnosticado rosácea. Desde essa altura que tenho usado sempre cremes expecificos para este tipo de problema (Calmance da Roc), mas tenho vindo a reparar que estou a ficar pior.
Além do vermilhão em torno das maças do rosto e do queixo, estou também a ganhar borbulhas.
O que posso fazer para atenuar este problema?

 

 A rosácea pode evoluir segundo várias fases, essencialmente 3, sendo a primeira a fase vascular onde é notório um eritema (vermelhidão das 2 hemifaces), uma segunda fase que é a fase inflamatória em que surgem pápulas inflamatórias sobre estas zonas de eritema (borbulhas inflamadas, algumas com pús) e uma fase menos frequente que é a fase granulomatosa em que a pele tende a ficar muito infiltrada.

 

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 11:25  ver comentários (1) comentar

2.5.09
Tenho 60 anos e ... couperose , já fiz um tratamento com laser há uns anos, mas agora voltou a aparecer, deverei fazer outro tratamento igual?  porque lembro-me que resultou muito caro, queria saber se há algo mais barato. muito obrigada.
 
O laser mais eficaz para o tratamento da couperose (rosácea eritro-telengiectásica) é o laser pulsado de contraste (PDL- 585 nm) que terá provavelmente sido o que lhe foi realizado.
É um facto que com o decorrer dos anos pode haver uma nova dilatação progressiva dos vasos sanguíneos superficiais e o retomar do aspecto avermelhado da face. Neste caso a alternativa é novamente recorrer à fototermólise selectiva desses vasos quer através de PDL ou de IPL (luz intensa pulsada), sendo esta última uma tecnologia mais barata mas que requer múltiplas sessões... De facto o PDL é o laser de uso mais caro em dermatologia porque recorre ao uso de um kit de contraste bastante oneroso e que apenas é válido para um número limitado de disparos, embora extremamente eficaz.
link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 08:45  comentar


 



Neste espaço vocacionado para a Dermatologia e a Dermocosmetologia tentarão ser dadas respostas tão esclarecedoras quanto possível a dúvidas sobre doenças de pele ou alternativas terapêuticas nesta área, sempre e quando forem objectivas e se enquadrem neste âmbito, não funcionando como ferramenta de diagnóstico ou sugestão terapêutica específica em cada caso individual que, na esmagadora maioria das situações, carecem de uma avaliação pessoal.

Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Dematologia e Dermocosmetologia. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: dermatologia@sapo.pt
Dr. Miguel Trincheiras


Licenciado em Medicina pela Universidade de Liège- Bélgica.
Especialista em Dermatologia e Venereologia pelos Hospitais Civis de Lisboa (H. Desterro) com o título de Assistente Graduado, tendo sido director do Serviço de Dermatologia do Hospital Reynaldo dos Santos até 2006.
Membro de várias sociedades nacionais e internacionais de Dermatologia e Dermocosmetologia.
Dedica actualmente a sua actividade clínica, no regime de medicina privada, em grande parte à Dermatologia Cirúrgica, Lasers e Dermocosmetologia entre Lisboa e em Espanha.



Contacto:
GO-Clinic
Ed. Atrium Saldanha
Pç. Duque de Saldanha, 1-8ºD
1050-094 Lisboa
Tel.: 218435920
E-mail: dermatologia@sapo.pt

Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


blogs SAPO