18.8.09

Agradeço a sua ajuda para prevenir ou solucionar de vez uma questão que tem a ver com manchas na pele. Tenho um filho que na época do verão, já depois de estar uniformemente bronzeado tem tendência a ficar com toda a pele especialmente das costas, com manchas esbranquiçadas. 

 

 

Penso que se deve tratar de um caso de pitiríase versicolor e que é resultado do desenvolvimento exagerado de colónias de uma levedura que faz parte da nossa flora cutânea - o pitirosporum orbiculare - e que mediante condições locais de pH e composição do sebo tende a desenvolver colónias de maior dimensão e produzir substâncias que impedem a pele de pigmentar, Daí o aspecto "em confeti" que as lesões assumem.

Depois do tratamento com um anti-fúngico, e se nada mais for feito como uma higiene regular com produtos contendo anti-fúngicos, estas mesmas leveduras poderão desenvolver-se novamente e fazer recidivar as ditas lesões despigmentadas a nível da pele.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 12:12  ver comentários (10) comentar

28.4.09

Tenho 33 anos, desde adolescência sempre tive acne e com isso manchas (costas). Gostaria de saber tratamento ou creme para solucionar este problema com anos...

 

 

Como já foi respondido num post anterior, podem surgir manchas residuais pigmentadas na sequência de qualquer tipo de lesão inflamatória cutânea, neste presente caso a acne.

Como também já ficou explicitado, estas manchas tendem a diminuir de intensidade com o tempo, mas por vezes nõ desapacecem na totalidade. Existem alguns protocolos despigmentantes, sobretudo à base de retinóides e hidroquinona, que tendem a melhorar muito e mesmo resolver na totalidade estas manchas residuais mas estas carecem de uma avaliação prévia, nomeadamente com a luz de Wood, que nos permite saber se a pigmentação tem uma localização mais superficial ou mais profunda e, consequentemente, qual o resultado que podemos esperar da terapêutica.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 10:44  comentar

14.4.09

Aparecem-me frequentemente borbulhas na zonas das ancas e nádegas, que após cicatrizar ficam manchas de côr acastanhada e um aspecto feio. Existe algum creme/pomada que possa colocar nessas borbulhas para evitar que fiquem manchas castanhas depois de cicatrizarem?

Como já referi numa das anteriores respostas é frequente a hiperpigmentação residual após ocorrer um fenómeno inflamatório na pele, sobretudo nas pessoas mais morenas (e portanto com uma capacidade de fabrico de pigmento maior).

Neste sentido o ideal é tratar a causa de base para que deixe de ter "razão" para desenvolver essa hiperpigmentação. No caso das lesões já instaladas, e embora essa pigmentação tenha tendência a desaparecer de forma espontânea com o tempo, é possível acelerar esse processo com cremes ou manipulados contendo retinóides, corticóides e eventualmente também hidroquinona.

 

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 08:14  ver comentários (1) comentar

6.4.09

Desde há aproximadamente 3 anos tenho uma mancha no buço provocada por depilação a luz pulsada.  
 

 

As manchas pigmentadas em relação com áreas expostas a traumatismos repetitivos seguidos de reacções inflamatórias locais recorrentes, acontecem com bastante frequência, assim como é também frequente o melasma (vulgarmente conhecido como "pano") na localização que descreve. Qualquer que seja a causa é, no meu entender e experiência, uma má opção recorrer ao tratamento por laser ou qualquer outra fonte de fototerapia destas lesões que, inclusivamente, arriscam a poder agravar ainda mais a tonalidade da mesma. Neste caso parece-me muito mais sensato a realização de peelings despigmentantes e protecção solar tópica continuada, bem como a abolição das eventuais causas estimuladoras dessa pigmentação.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 07:37  ver comentários (1) comentar


 



Neste espaço vocacionado para a Dermatologia e a Dermocosmetologia tentarão ser dadas respostas tão esclarecedoras quanto possível a dúvidas sobre doenças de pele ou alternativas terapêuticas nesta área, sempre e quando forem objectivas e se enquadrem neste âmbito, não funcionando como ferramenta de diagnóstico ou sugestão terapêutica específica em cada caso individual que, na esmagadora maioria das situações, carecem de uma avaliação pessoal.

Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Dematologia e Dermocosmetologia. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: dermatologia@sapo.pt
Dr. Miguel Trincheiras


Licenciado em Medicina pela Universidade de Liège- Bélgica.
Especialista em Dermatologia e Venereologia pelos Hospitais Civis de Lisboa (H. Desterro) com o título de Assistente Graduado, tendo sido director do Serviço de Dermatologia do Hospital Reynaldo dos Santos até 2006.
Membro de várias sociedades nacionais e internacionais de Dermatologia e Dermocosmetologia.
Dedica actualmente a sua actividade clínica, no regime de medicina privada, em grande parte à Dermatologia Cirúrgica, Lasers e Dermocosmetologia entre Lisboa e em Espanha.



Contacto:
GO-Clinic
Ed. Atrium Saldanha
Pç. Duque de Saldanha, 1-8ºD
1050-094 Lisboa
Tel.: 218435920
E-mail: dermatologia@sapo.pt

Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
blogs SAPO