13.10.11

Tenho 32 anos e de há alguns anos a esta parte tenho vindo a assistir a um escurecimento progressivo da minha vulva e da pele à volta, o que me deixa bastante constrangida porque não é nada estético e até parece que está sujo. Existe alguma solução para isto?

 

O escurecimento da pele dos genitais é quase que fisiológica pelo facto de aí existir uma maior actividade pigmentar acrescida de um maior número de receptores hormonais que estimulam a pigmentação da pele localmente. Por outro lado os fenómenos inflamatórios recorrentes associados à depilação local também são importantes nesta pigmentação sendo sempre aconselhável a opção pela depilação definitiva com laser de díodo prévia, ou pelo menos concomitante, com o tratamento despigmentante.

A solução, que aliás começou por ter o seu início relacionada com a indústria pornográfica, precisamente pelo lado inestético da pele genital pigmentada, passa pela execução de protocolos despigmentantes com base em peeling's de ácido triclooacético (TCA) e o uso de hidroquinona em preparados específicos por forma a obter um aspecto claro e rosado da pele e mucosas genitais, mas que deve ser realizado sob vigilância dermtológica.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 17:05  ver comentários (4) comentar

4.8.09

Tenho a pele entre pernas muito escura. A das axilas também é um pouco escura, mas entre pernas é muito  pior.
Sou gordinha e muito junta de perna.Sei que com a fricção fico assim o que não é nada agradável, principalmnte  na altura da praia.
Gostaria assim de saber se há algum produto, creme ou outro, que me aclarasse a pele.

 

Realmente o facto de ter excesso de peso e facilitar a fricção dessa área só tende a agravar a pigmentação que nestes casos se chama uma pseudo-acantose nigricans e reflete um desenvolvimento excessivo da epiderme conferindo-lhe um aspecto aveludado e escuro nas pessoas com excesso ponderal.

Em primeira instância tentaria perder um pouco de peso e, concomitantemente, tentaria iniciar um manipulado com ácido retinóico, ureia, vit. C e um pouco de hidroquinona.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 08:55  ver comentários (9) comentar

1.6.09
Estive a ler algumas informações , todas me indicam que a pilula contraceptiva é estimulante do melasma. 
Então, será recomendável deixar de tomar pilula e optar por outro contraceptivo?

 

 

Existe certamente uma relação causal entre melasma e factores hormonais, sobretudo os progestativos e, por isso, esta patologia seja quase exclusiva ao sexo feminino. Faz todo o sentido, por isso, substituir a pílula por outro método contraceptivo não hormonal.

 

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 15:57  ver comentários (1) comentar

28.4.09

Tenho 33 anos, desde adolescência sempre tive acne e com isso manchas (costas). Gostaria de saber tratamento ou creme para solucionar este problema com anos...

 

 

Como já foi respondido num post anterior, podem surgir manchas residuais pigmentadas na sequência de qualquer tipo de lesão inflamatória cutânea, neste presente caso a acne.

Como também já ficou explicitado, estas manchas tendem a diminuir de intensidade com o tempo, mas por vezes nõ desapacecem na totalidade. Existem alguns protocolos despigmentantes, sobretudo à base de retinóides e hidroquinona, que tendem a melhorar muito e mesmo resolver na totalidade estas manchas residuais mas estas carecem de uma avaliação prévia, nomeadamente com a luz de Wood, que nos permite saber se a pigmentação tem uma localização mais superficial ou mais profunda e, consequentemente, qual o resultado que podemos esperar da terapêutica.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 10:44  comentar

23.4.09

Há 3 anos e meio comecei a fazer um tratamento para corrigir a anemia e o acne. O meu Médico receitou-me Ferro+Vitamina C e Diane-35.Tenho 30 anos e nunca tive acne na face,  este surgiu por uma razão desconhecida. 

 

Alguns quadros de pigmentação facial são de tratamento mais difícil e, sobretudo no caso do melasma como parece tratar-se, frequentemente recidivantes o que obriga a uma terapêutica continuada (uma vez que a estimulação hormonal e solar são constantes).

 

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 07:31  ver comentários (1) comentar


 



Neste espaço vocacionado para a Dermatologia e a Dermocosmetologia tentarão ser dadas respostas tão esclarecedoras quanto possível a dúvidas sobre doenças de pele ou alternativas terapêuticas nesta área, sempre e quando forem objectivas e se enquadrem neste âmbito, não funcionando como ferramenta de diagnóstico ou sugestão terapêutica específica em cada caso individual que, na esmagadora maioria das situações, carecem de uma avaliação pessoal.

Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Dematologia e Dermocosmetologia. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: dermatologia@sapo.pt
Dr. Miguel Trincheiras


Licenciado em Medicina pela Universidade de Liège- Bélgica.
Especialista em Dermatologia e Venereologia pelos Hospitais Civis de Lisboa (H. Desterro) com o título de Assistente Graduado, tendo sido director do Serviço de Dermatologia do Hospital Reynaldo dos Santos até 2006.
Membro de várias sociedades nacionais e internacionais de Dermatologia e Dermocosmetologia.
Dedica actualmente a sua actividade clínica, no regime de medicina privada, em grande parte à Dermatologia Cirúrgica, Lasers e Dermocosmetologia entre Lisboa e em Espanha.



Contacto:
GO-Clinic
Ed. Atrium Saldanha
Pç. Duque de Saldanha, 1-8ºD
1050-094 Lisboa
Tel.: 218435920
E-mail: dermatologia@sapo.pt

Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


blogs SAPO