17.10.11

Há alguns anos têm vindo a aparecer-me no corpo uns sinais vermelhos que vão crescedo lentamente. Tenho agora 44 anos e acho isto muito inestético sobretudo quando tenho que estar de tronco nú, como na praia. Imagino que não deve ser perigoso mas tem tratamento?

 

Os ditos "sinais" vermelhos a que se refere deve tratar-se de angiomas-rubi que são, de facto, lesões benignas que algumas pessoas têm tendência a desenvolver com o passar dos anos e que são constituídas por uma proliferação de vasos sanguíneos muito superficiais (conhecidos também por sinais de sangue). Para além do aspecto estético podem sangrar abundantemente se submetidos a algum tipo de traumatismo.

Existe um tipo de laser chamado laser pulsado de contraste (PDL) que trata electivamente essas lesões sem deixar qualquer cicatriz residual.

Este laser trata igualmente um vasto número de outras patologias cutâneas com componente vascular como a rosácea (couperose), as aranhas vasculares, os angiomas cutâneos, estrias recentes, verrugas vulgares resistentes a outros tipos de tratamento, pequenas varicosidades superficiais, etc.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 19:06  ver comentários (4) comentar

21.5.10

Tenho 18 anos e sofro de estrias há cerca de um ano. Tenho tanto estrias avermelhadas como brancas. Ja fiz um tratamento a laser as vermelhas e estas ficaram acastanhadas. Queria saber ate que ponto resultam os tratamentos nas brancas e queria também saber se vitanol A - 0,01 ajuda a melhorar o aspecto das estrias, disseram-me que ajudava.

 

 

As estrias, como cicatrizes dérmicas que são, devem ser tratadas de forma enérgica, dependendo em que fase se encontrem (avermelhadas ou nacaradas) e a decisão deve ser tomada após avaliação individual.
Os cremes com retinóides têm uma actividade muito limitada sobretudo na estabilização das estrias já existentes e não no seu tratamento.

Temas:
link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 18:41  ver comentários (4) comentar

14.7.09

O meu grande problema é ter muita celulite, e também comecei a ter derrames (pernas, tornozelos) e estrias (anca, e peito). Quais os tratamentos, cuidados alimentares, exercícios específicos que me possam ajudar? Gostaria de optar um tratamento mais natural possível, mais ligado à medicina alternativa. Será que melhoro frequentando as Termas? ou fazendo Massagens? Já pesquisei muito na internet e em vez de me ajudar, apenas me baralha ainda mais.

 

De facto é natural que se sinta baralhada ao pesquisar na net porque a resposta ao seu problema é porventura complexa e não se resolve com um único tipo de abordagem. As alterações vasculares (derrames, telangiectasias, pequenas varizes, etc) não são abordadas com as mesmas técnicas que é abordada a celulite ou que são tratadas as estrias. Para tal será necessário uma avaliação cuidada de cada um destes pontos e deverá posteriormente ser-lhe proposto um plano terapêutico progressivo para resolução ou pelo menos melhoria dos vários problemas que coloca.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 08:13  comentar

15.4.09
Tenho uma filha de 10 anos, há cerca de três ou quatro meses apareceu-lhe estrias na parte de fora das coxas, acima dos joelhos.

 

 

É relativamente habitual as estrias de distensão aparecerem por volta dessa idade porque é também nesta altura que o crescimento tende a acelerar e a tensão na pele é maior. Mais do que julgar que existem produtos específicos para prevenir o aparecimento das estrias é importante manter uma hidratação máxima da pele (o Avène Trixeraº é sem dúvida um óptimo creme hidratante) e tentar controlar tanto quanto possível a distensão cutânea. Se o crescimento não é controlável, o ganho de peso é e, por isso, um grande cuidado quanto a ganho excessivo no peso.

 

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 09:59  ver comentários (1) comentar


 



Neste espaço vocacionado para a Dermatologia e a Dermocosmetologia tentarão ser dadas respostas tão esclarecedoras quanto possível a dúvidas sobre doenças de pele ou alternativas terapêuticas nesta área, sempre e quando forem objectivas e se enquadrem neste âmbito, não funcionando como ferramenta de diagnóstico ou sugestão terapêutica específica em cada caso individual que, na esmagadora maioria das situações, carecem de uma avaliação pessoal.

Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Dematologia e Dermocosmetologia. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: dermatologia@sapo.pt
Dr. Miguel Trincheiras


Licenciado em Medicina pela Universidade de Liège- Bélgica.
Especialista em Dermatologia e Venereologia pelos Hospitais Civis de Lisboa (H. Desterro) com o título de Assistente Graduado, tendo sido director do Serviço de Dermatologia do Hospital Reynaldo dos Santos até 2006.
Membro de várias sociedades nacionais e internacionais de Dermatologia e Dermocosmetologia.
Dedica actualmente a sua actividade clínica, no regime de medicina privada, em grande parte à Dermatologia Cirúrgica, Lasers e Dermocosmetologia entre Lisboa e em Espanha.



Contacto:
GO-Clinic
Ed. Atrium Saldanha
Pç. Duque de Saldanha, 1-8ºD
1050-094 Lisboa
Tel.: 218435920
E-mail: dermatologia@sapo.pt

Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
blogs SAPO