7.7.09
Estou a pensar em fazer algumas sessões de solário. Gostaria que me esclarecesse acerca desde assunto, pois estou com um pouco de receio.

 

 

O solário recorre ao uso de radiação ultra-violeta (sobretudo UVA) para estimular a pigmentação cutânea. Esta mesma pigmentação é, por si só, sinal de que a pele foi agredida e se "defendeu" contra essa agressão produzindo pigmento. Embora este seja um fenómeno natural e fisiológico o facto é que com a exposição sucessiva da pele à RUV esta tende a envelhecer precocemente, particularmente as peles mais claras, e a desenvolver e acumular erros do material genético que, mais tarde, podem dar origem a lesões malignas cutâneas.

Não assumindo uma postura fundamentalista, desaconselhá-la-ia a fazer solário de uma forma regular mas penso que se o fizer para ganhar uma pigmentação progressiva da pele em período pré-férias e de forma ocasional, não será particularmente preocupante.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 11:46  comentar

Tenho 21 anos e sou alérgica a picadas de insectos. Infelizmente, não sei se por essa razão ou por outra, aparecem-me com muita frequência borbulhas pelo corpo, principalmente nas zonas mais exposta como pernas e braços, resultantes de picadas que acabam sempre por dar origem a pequenas cicatrizes. Gostaria de saber se existe alguma intervenção ou tratamento que possa fazer para dissimular ou até mesmo eliminar estas marcas.

 

 

O mais frequente nesta situação não é a "alergia" mas sim uma reactividade cutânea exagerada às picadas de insecto, designada por estrófulo.

Se a reacção inflamatória é muito violenta pode, de facto, originar lesões cicatriciais residuais embora isso seja pouco frequente. A abordagem de ditas cicatrizes será sempre feita em função do tipo de lesão residual em causa e tendo sempre em consideração a hiperrreactividade cutânea do paciente.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 11:02  comentar

Na época do calor ganho umas bolhas pequenas com liquido incolor debaixo da pele das mãos, elas rebentam, sai uma camada de pele, e debaixo da camada de pele que fica a descoberto volta a aparecer novamente as bolhinhas. Sinto um constante formigueiro na pele das mãos, apesar de não ser intenso é constante.
Ás vezes chego a ganhar pequenas feridas.
No entanto quando vem o frio este sintoma desaparece por completo.

 

O quadro que descreve é designado por desidrose ou eczema desidrótico das mãos ou frequentemente palmo-plantar. Pensa-se que advém da retenção de pequenas gotículas de suor nas camadas mais superficiais da epiderme às quais o  nosso organismo reage como sendo um corpo estranho aí retido, pelo desencadear de uma reacção eczematiforme. É por isso recorrente e aparece essencialmente nos períodos mais quentes. O seu tratamento é sintomático em fase de crise com aplicação de cremes corticóides tópicos, devendo ser feita a hidratação das mãos e pés com cremes ligeiramente queratolíticos (com ureia por exemplo) para evitar a retenção das ditas gotículas de suor.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 10:49  ver comentários (2) comentar

Fui mãe a um mês e meio. Pretendia saber se estando a amamentar se posso utilizar auto bronzeador?

 

Como poderá ver numa rubrica recente sobre auto-bronzeadores, estes limitam-se a oxidar a queratina superficialmente e, como tal, não existe risco para o bébé. Desaconselho-a no entanto a proceder à aplicação na região mamária por razões óbvias.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 10:33  ver comentários (1) comentar

A minha pele tem tendência para fazer quelóides após arranhões, cortes ou até marcas da varicela. A grande maioria nem se nota mas, existe um quelóide com um tamanho bastante considerável (5-10 cm). Era muito alto e bastante vermelho, no entanto, tenho estado a fazer infiltrações com Trigon e, no que concerne ao volume, ele desapareceu por completo. A minha questão é como fazer desaparecer esta hiperpigmentação. Já me falaram do laser mas eu preferia que fosse alguém entendido na matéria a me esclarecer sobre o assunto.

 

 

Porventura a pigmentação a que se refere é apenas o aspecto avermelhado residual que apenas reflete a vascularização ainda i,portante que o quelóide ainda tem. A melhor abordagem é a realização de laser pulsado (PDL) de contraste para realizar a fotocoagulação dos vasos implicados neste fenómeno.

Temas: ,
link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 10:16  comentar

Tenho 25 anos e emagreci uns quilos, fiquei com os seios muito flácidos, o que posso fazer ou os cremes que poderei usar para combater esta flacidez.

A reabsorção de gordura que rodeia a glândula mamária é responsável por esse quadro e não existem cremes capazes de regenerar esse tecido adiposo pelo que a solução passa, ou por ganhar um pouco mais de peso ou compensar essa reabsorção de tecido adiposo pela aplicação de ácido hialurónico localmente (Macrolaneº) ou fazer uma mamoplastia de aumento com prótese. Penso que deverá consultar para esse efeito o blog de cirurgia plástica do meu colega Dr. Francisco Falcão Melo.

Temas:
link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 10:09  comentar

 



Neste espaço vocacionado para a Dermatologia e a Dermocosmetologia tentarão ser dadas respostas tão esclarecedoras quanto possível a dúvidas sobre doenças de pele ou alternativas terapêuticas nesta área, sempre e quando forem objectivas e se enquadrem neste âmbito, não funcionando como ferramenta de diagnóstico ou sugestão terapêutica específica em cada caso individual que, na esmagadora maioria das situações, carecem de uma avaliação pessoal.

Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Dematologia e Dermocosmetologia. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: dermatologia@sapo.pt
Dr. Miguel Trincheiras


Licenciado em Medicina pela Universidade de Liège- Bélgica.
Especialista em Dermatologia e Venereologia pelos Hospitais Civis de Lisboa (H. Desterro) com o título de Assistente Graduado, tendo sido director do Serviço de Dermatologia do Hospital Reynaldo dos Santos até 2006.
Membro de várias sociedades nacionais e internacionais de Dermatologia e Dermocosmetologia.
Dedica actualmente a sua actividade clínica, no regime de medicina privada, em grande parte à Dermatologia Cirúrgica, Lasers e Dermocosmetologia entre Lisboa e em Espanha.



Contacto:
GO-Clinic
Ed. Atrium Saldanha
Pç. Duque de Saldanha, 1-8ºD
1050-094 Lisboa
Tel.: 218435920
E-mail: dermatologia@sapo.pt

Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
15
17

19
20
21
23
24
25

26
27
28
31


subscrever feeds
blogs SAPO