1.4.09
Tenho desde alguns anos, manchas escuras na face , já fiz variados tratamentos com despigmentantes, uso diariamente protector solar c/factor elevado, e nada resolve este problema. Necessitava de indicação para resolver esta questão inestética.

 

 

As manchas escuras da face podem ter origens várias mas na mulher as mais frequentes, e provavelmente o tipo que tem, são as manchas pigmentadas de melasma (vulgo "pano"). Estas manchas têm uma estreita correlação com factores hormonais femininos e por isso são extremamente raras no homem. Por isso também aparecem ou agravam muitas vezes associadas à gravidez ou à toma de contraceptivos hormonais.

 

Assim sendo, a primeira precaução que deve ser aconselhada a uma mulher que sofre de melasma é evitar os contraceptivos hormonais. Como é evidente, a luz solar através da sua componente ultra-violeta, é o principal factor de estimulação da pigmentação e, portanto, a exposição solar deve igualmente ser limitada e o uso de écrans totais aconselhado. Estas as medidas "preventivas".

No campo das medidas terapêuticas de um melasma já instalado as soluções são inúmeras, mas frequentemente de sucesso limitado. O uso de lasers, na minha experiência pessoal, deve ser totalmente evitado sob pena de agravamento ulterior da pigmentação e, também na minha experiência, existem 3 peelings que funcionam regra geral bem mas que devem ser acompanhados sempre de terapêutica de manutenção (nomeadamente com cremes contendo vit. C) e das medidas anteriormente citadas. Excusado será dizer, então, que os hábitos de tomar sol directamente na face (ainda que com protector solar) são completamente desaconselhados para evitar qualquer retrocesso nos resultados obtidos.

Temas:
link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 19:49  comentar

De Stela Araújo a 17 de Junho de 2013 às 18:47
Boa tarde, eu sofro há já alguns anos de melasma que agravou com a gravidez, já usei inumeros cremes e nenhum resultou.O ultimo que usei foi receitado pela dermatologista que disse caso o creme não fizesse efeito teria de optar por fazer microdermoabrasão. Gostaria de saber mais acerca dos peelings que falou no post anterior e qual a sua opinião em relação á microdermoabrasão.

 



Neste espaço vocacionado para a Dermatologia e a Dermocosmetologia tentarão ser dadas respostas tão esclarecedoras quanto possível a dúvidas sobre doenças de pele ou alternativas terapêuticas nesta área, sempre e quando forem objectivas e se enquadrem neste âmbito, não funcionando como ferramenta de diagnóstico ou sugestão terapêutica específica em cada caso individual que, na esmagadora maioria das situações, carecem de uma avaliação pessoal.

Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Dematologia e Dermocosmetologia. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: dermatologia@sapo.pt
Dr. Miguel Trincheiras


Licenciado em Medicina pela Universidade de Liège- Bélgica.
Especialista em Dermatologia e Venereologia pelos Hospitais Civis de Lisboa (H. Desterro) com o título de Assistente Graduado, tendo sido director do Serviço de Dermatologia do Hospital Reynaldo dos Santos até 2006.
Membro de várias sociedades nacionais e internacionais de Dermatologia e Dermocosmetologia.
Dedica actualmente a sua actividade clínica, no regime de medicina privada, em grande parte à Dermatologia Cirúrgica, Lasers e Dermocosmetologia entre Lisboa e em Espanha.



Contacto:
GO-Clinic
Ed. Atrium Saldanha
Pç. Duque de Saldanha, 1-8ºD
1050-094 Lisboa
Tel.: 218435920
E-mail: dermatologia@sapo.pt

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
18

19
20
22
24
25

26
27
29


blogs SAPO