17.5.09

Depois de ter efectuado o 3º tratamento a laser, na zona das axilas, (durante o tratamento mencionei que estava a doer mais do que o habitual), no dia seguinte a pele apresentava uma côr rosada, passado 4 dias após tratamento senti os gânglios inchados, a partir desse dia e passado um mês e meio, quase dois tenho tido picadas fortes na zona da axila a que foi sujeito o tratamento e por vezes também sinto picadas no peito esquerdo, do mesmo lado da axila que me doi mais.

Antes de passar pelo laser tinha efectuado cerca de um ano de depilação electrica e quando comecei a lazer já tinha passado 3 meses da electrica e nunca apresentei qualquer sintoma no 1º e 2º tratamento.
Efectuei o tratamento num Instituto de Beleza e inicialmente era para efectuar a depilação eléctrica, mas aconselharam a fazer a laser, não fizeram nenhum teste. Não sei se com tantos institutos, se este será credível e devidamente as funcionárias estarem bem formadas, nesta área.
Gostaria de saber se estas dores podem ser consequências do tratamento e o que posso fazer. Tenho estado desesperada, tenho receio que tenha alguma lesão interna e que possa consequentemente levar a uma situação mais grave de saúde.
Não sei o que posso ou deva fazer.
 

 

Respondendo à sua questão específica e indo por partes vejamos:

 

1- Em Portugal não existe legislação específica que reconheça competência específica na utilização da tecnologia laser pelo que se criou algum vazio em que, por pressões comerciais, se faz utilização da radiação laser, muito específicamente no campo de depilação definitiva, sem o devido conhecimento ou experiência. Este conhecimento não é apenas do funcionamento técnico do laser mas sobretudo da fisiologia do pêlo e da pele e da interacção desta energia luminosa com as estruturas. Apontar e disparar é fácil...

2- Relativamente à sensação de picadura local que refere sentir após uma provável queimadura durante um tratamento, é perfeitamente possível que esteja relacionado com o mesmo mas seguramente passará com o passar dos dias e semanas, sendo porventura necessário aplicar um creme calmante local de tipo Pruricedº para reduzir o incómodo transitoriamente.

3- Quanto às suas preocupações a médio prazo de eventuais conseqências para a saúde, não há que ter qualquer receio uma vez que o laser não é mais que uma fonte de energia luminosa, com um poder de penetração reduzido na pele e que afecta exclusivamente as estruturas mais superficiais. Na prática, o único risco do laser de depilação, mal aplicado, é o desenvolvimento de uma queimadura cutânea, habitualmente de 1º grau (só vermelhidão) com eventuais alterações pigmentares transitórias subsequentes (hiper- ou hipo-pigmentação)-

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 09:56  comentar

De betaboamar@hotmail.com a 2 de Setembro de 2014 às 18:32
Gostaria de saber, realizei depilação a laser e depois de alguns dias notei hipopigmentacao na área realizada. Existe tratamento e medicacao para usar.

 



Neste espaço vocacionado para a Dermatologia e a Dermocosmetologia tentarão ser dadas respostas tão esclarecedoras quanto possível a dúvidas sobre doenças de pele ou alternativas terapêuticas nesta área, sempre e quando forem objectivas e se enquadrem neste âmbito, não funcionando como ferramenta de diagnóstico ou sugestão terapêutica específica em cada caso individual que, na esmagadora maioria das situações, carecem de uma avaliação pessoal.

Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Dematologia e Dermocosmetologia. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: dermatologia@sapo.pt
Dr. Miguel Trincheiras


Licenciado em Medicina pela Universidade de Liège- Bélgica.
Especialista em Dermatologia e Venereologia pelos Hospitais Civis de Lisboa (H. Desterro) com o título de Assistente Graduado, tendo sido director do Serviço de Dermatologia do Hospital Reynaldo dos Santos até 2006.
Membro de várias sociedades nacionais e internacionais de Dermatologia e Dermocosmetologia.
Dedica actualmente a sua actividade clínica, no regime de medicina privada, em grande parte à Dermatologia Cirúrgica, Lasers e Dermocosmetologia entre Lisboa e em Espanha.



Contacto:
GO-Clinic
Ed. Atrium Saldanha
Pç. Duque de Saldanha, 1-8ºD
1050-094 Lisboa
Tel.: 218435920
E-mail: dermatologia@sapo.pt

Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15

19
23

24
25
26
27
28
29
30

31


blogs SAPO