13.5.09

Já fiz depilação a laser facial, cerca de 30 sessões por laser de alexandrite e não me parece definitiva, visto que continuam a vir mais pelos, a minha pele é clarinha. O que me aconselha, existe outro método eficaz?

 

As tecnologias laser mais eficazes na depilação são precisamente o laser de alexandrite (755 nm) e o laser de díodo (810 nm). O habitual é a depilação ser definitiva em 3 a 6 sessões e parece-me manifestamente exagerado o número de sessões que já realizou.

 

Os parâmetros do laser têm que estar bem definidos, quer na duração do pulso quer na fluência do mesmo e as sessões devem ser realizadas com um mínimo de 2 meses de intervalo para respeitar a fase do ciclo do pêlo em que este se encontra em repouso e não é susceptível de ser eficazmente tratado.

A face é o local de depilação mais difícil de obter bons resultados e por vezes, pensa-se que por má parametrização do laser, podem surgir fenómenos de fotoestimulação, como parece ter acontecido no seu caso. Como é fácil de entender os pêlos finos e com pouco pigmento, absorvem pouca energia luminosa e não aquecem o suficiente para poderem sofrer uma lesão definitiva da sua zona germinativa, pelo que é difícil ou mesmo impossível a sua depilação por este método.

De qualquer forma o seu caso requer uma avaliação pessoal e terá de ser delineada uma estratégia futura a seguir.

link do postPor dermatologiaedermocosmetologia, às 11:36  comentar

De Ana a 8 de Junho de 2010 às 14:50
O mesmo aconteceu comigo. Eu comecei apenas por retirar uma penugem das patilhas e tive de começar a fazer o rosto completo. E iam aparecendo cada vez mais e mais pêlos.

Como no corpo foi um sucesso, não percebi imediatamente que estava a sofrer um fenómeno de fotoestimulação na cara. Falei com a técnica do laser alexandrite que primeiro não deu importância e disse que devia ser sensação minha, para depois confessar que o mesmo lhe estava a acontecer.

Falei com a Candela, uma marca do equipamento de laser alexandrite que me confirmou existir um fenómeno de crescimento de pêlos na cara. Ao que parece, o calor "acorda" e estimula pêlos que estão adormecidos e quando se dá por ela, temos barba!

Explicaram-me ainda que a solução para evitar este problema seria usar aquelas placas de gel que são guardadas no frigorífico para arrefecer o rosto e ir usando uns minutos antes, depois e durante a sessão a laser. Nunca vi fazerem isto em centro nenhum.

Bem sei que a luz pulsada não é a mesma coisa, mas ao menos enfraquece o pêlo. Deixei o laser no rosto a 115€ a sessão e passei a fazer luz pulsada na Não Mais Pêlo por 30€. Ainda só fiz uma vez e estão todos a aparecer de novo.

O desespero tomou conta de mim. Vem o verão do qual não quero abdicar e a manutenção deste problema é uma angústia constante.

Não aconselho de todo o laser alexandrite no rosto.

De Cristina Machado a 19 de Setembro de 2010 às 15:47
Gostaria de fazer depilação definitiva nas virilhas (alargada), o que me aconselha, Laser ou luz pulsada?

E o que pode dizer-me acerca do laser de díodo Evo 808? Deve ser manuseado por médico ou não?

Como me encontro no Porto, alguma sugestão de um local?

Muito obrigada!



De Angie a 2 de Março de 2013 às 01:30
Eu ja fiz IPL (luz pulsada) Diodo nas axilas e nao gostei pois os pelos embora tenham enfraquecido voltaram todos ao fim de 3 meses. Mas agora estou a fazer axilas + virilhas (alargadas) na "Clinica do pelo" a laser Alexandrite e estou contente com os resultados, doi um pouco mas vale a pena o resultado. Fica aqui o site: http://www.clinicadopelo.pt ;-D

De Helena a 21 de Maio de 2012 às 11:40
Olá,

Ha um ano atrás apareceu-me um melanoma na face, fui operada e a lesão foi retirada com sucesso, no entanto, devido à localização foi decidido não mexer no gânglio sentinela para não comprometer o nervo facial.

Com este histórico acha que posso fazer depilação a laser no corpo? Já nem penso na cara, como é obvio, mas no corpo gostava de fazer e tudo o que li refere que o faser alexandrite é o que trás melhores resultados.

 



Neste espaço vocacionado para a Dermatologia e a Dermocosmetologia tentarão ser dadas respostas tão esclarecedoras quanto possível a dúvidas sobre doenças de pele ou alternativas terapêuticas nesta área, sempre e quando forem objectivas e se enquadrem neste âmbito, não funcionando como ferramenta de diagnóstico ou sugestão terapêutica específica em cada caso individual que, na esmagadora maioria das situações, carecem de uma avaliação pessoal.

Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da Dematologia e Dermocosmetologia. Este Consultório tem um carácter informativo e o acompanhamento médico especializado por parte dos leitores não deve ser descuidado.

E-mail: dermatologia@sapo.pt
Dr. Miguel Trincheiras


Licenciado em Medicina pela Universidade de Liège- Bélgica.
Especialista em Dermatologia e Venereologia pelos Hospitais Civis de Lisboa (H. Desterro) com o título de Assistente Graduado, tendo sido director do Serviço de Dermatologia do Hospital Reynaldo dos Santos até 2006.
Membro de várias sociedades nacionais e internacionais de Dermatologia e Dermocosmetologia.
Dedica actualmente a sua actividade clínica, no regime de medicina privada, em grande parte à Dermatologia Cirúrgica, Lasers e Dermocosmetologia entre Lisboa e em Espanha.



Contacto:
GO-Clinic
Ed. Atrium Saldanha
Pç. Duque de Saldanha, 1-8ºD
1050-094 Lisboa
Tel.: 218435920
E-mail: dermatologia@sapo.pt

Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15

19
23

24
25
26
27
28
29
30

31


blogs SAPO